segunda-feira, 20 de julho de 2015

OS MENORES MATARAM QUATRO VEZES MAIS QUE A DITADURA MILITAR.

O número de vítimas que teriam morrido ou que ainda são dadas como desaparecidas em razão do regime militar  em 21 anos  é 424.   Assassinadas mesmo, comprovadamente, foram 293 pessoas. A fonte é o livro Dos filhos deste solo , escrito pelo ex-ministro Nilmário Miranda, petista, e pelo jornalista Carlos Tibúrcio.  Já em 2012, o número de menores, capturados pela polícia, que  cometeram homicídio era 1.848.  A fonte dos  20.532 “menores infratores” (ou seja: 1.848) é a Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República . Em outras palavras: os menores mataram pelo menos 4 vezes mais que o regime militar no Brasil.  Nós lamentamos profundamente  todas as mortes, cometidas por bandidos da rua ou do Estado, mas lamenta também os dois pesos, duas medidas da esquerda nacional. Por conta dos 424 mortos do período militar, boa parte terroristas armados, a esquerda chora há 50 anos, cria Comissão da Verdade e finge ter lutado heroicamente pela democracia, embora seu objetivo fosse a implantação no Brasil de uma ditadura comunista nos moldes cubanos. Por conta dos 1.848 mortos  por bandidos menores de idade, a esquerda não deixa cair uma lágrima e logo se apressa a proteger legalmente os homicidas contra a possibilidade de serem julgados, condenados e presos de acordo com seus crimes. A população brasileira hoje é refém da ditadura dos bandidos que roubam seus direitos à vida e à liberdade. Para a esquerda, no entanto, os cadáveres úteis são apenas aqueles do seu lado.                                                                                                       Felipe Moura Brasil

Nenhum comentário:

Postar um comentário

NEM JESUS SABE QUANDO SERÁ O FIM DO MUNDO

MARCOS 13: 2: E, respondendo Jesus, disse-lhe: Vês estes grandes edifícios? Não ficará pedra sobre pedra que não seja derrubada.  3: E, ...