terça-feira, 4 de agosto de 2015

A BOMBA ATÔMICA SALVOU 10 MILHÕES DE VIDA.

Dia 6 de agosto de 2015, quinta-feira, faz 70 anos que os EUA bombardearam Hiroshima e Nagasaki usando um artefato  Nuclear, matando na horam cerca de 120 mil pessoas. Antes do lançamento das bombas já  haviam morrido mais de 1 milhão  de japoneses que, não se renderiam ao inimigo de forma alguma. E, para enfrentar os EUA , 2,3 milhão de soldados do exército imperial japonês prepararam-se para defender o país, apoiados por uma milícia civil de 28 milhões de homens e mulheres. As previsões de vítimas eram extremamente elevadas. O Vice-Chefe do Estado-Maior da Marinha Imperial Japonesa Geral, o Vice-Almirante Takijiro Onishi, PREVIU 20 MILHÕES DE MORTES DE JAPONESES. E um estudo de 15 de junho de 1945, feito pelo Comitê Conjunto de Planos de Guerra  forneceu informações de planejamento para o Estado-Maior Conjunto dos Estados Unidos, estimou que uma invasão resultaria entre 130 mil e 220 mil baixas norte-americanas. Os norte-americanos ficaram alarmados com o acúmulo japonês, que foi acompanhado de forma precisa através dos serviços de espionagem ULTRA. O Secretário de Guerra Henry L. Stimson estava extremamente preocupado com as altas taxas de vítimas norte-americanas prevista em um estudo ​​encomendado por ele mesmo , os quais davam como certo que  a invasão dos Aliados causaria entre 1,7 e 4 milhões de vítimas, dos quais entre 400 mil e 800 mil seriam mortos, enquanto as baixas japonesas ficariam em torno de 5 a 10 milhões.
Foi diante deste cenário macabro e na impossibilidade de um acordo de paz que os Americanos decidiram usar a bomba atômica.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

NEM JESUS SABE QUANDO SERÁ O FIM DO MUNDO

MARCOS 13: 2: E, respondendo Jesus, disse-lhe: Vês estes grandes edifícios? Não ficará pedra sobre pedra que não seja derrubada.  3: E, ...