domingo, 24 de julho de 2016

A NICOTINA COMBATE O MAL DE ALZHEIMER E PARKINSON.



Execrado pelos naturalistas e politicamente corretos, acusado de assassinato – dados do governo britânico mostram que ele ajudou a matar mais de 68 000 ingleses só em 1991 –, nunca se poderia esperar que surgiria alguma palavra de misericórdia para redimir o cigarro. Mas foi o que aconteceu: diversos pesquisadores afirmam que os fumantes apresentam menos casos de Mal de Parkinson e Mal de Alzheimer, duas doenças degenerativos do cérebro. É possível que a nicotina ofereça alguma proteção contra toxinas do ambiente, que se acredita desencadear o Mal de Parkinson. Existem estudos mostrando que os fumantes têm chances 50% menores de desenvolver essa moléstia. Já o americano Peter Whitehouse, diretor do Centro de Alzheimer, em Ohio, acha que, nesse caso, “as evidências sugerem que há algo na nicotina que previne a morte das células do cérebro”. A explicação poderia estar nos receptores de um neurotransmissor chamado acetilcolina, que podem ser estimulados pela nicotina e que se esgotam em pacientes dessa doença. Estudos, ainda da década de 80  indicaram que QUEM FUMA TEM RISCO 70% MENOR DE ADQUIRIR O MAL DE ALZHEIMER. O problema é que o maldito ''politicamente correto'' não permite que as pesquisas avancem, afinal, ninguém quer ser flagrado promovendo o cigarro, tanto que gigantes da indústria farmacêutica como as empresas Marion Merrell Dow e Ciba-Geigy disseram não ter nenhum interesse em pesquisar a nicotina.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

CEGUEIRA DELIBERADA/LULA E DILMA?

Lula inaugurou  o ''eu não sabia'' no mensalão.Os dois maiores esquema de corrupção  do país prosperaram nos seus dois gove...