segunda-feira, 31 de julho de 2017

O BRASIL ESCAPOU POR POUCO DE UMA MATANÇA EM 1964

Escapamos por puco. Um pouco de história contada por um  não comunista; Em 1964 o líder camponês Francisco Julião , das ligas camponesas, tinha um contingente de mais de 5 mil guerrilheiros em Pernambuco, que estava recebendo armas de Cuba e  em breve, ia  iniciar uma matança generalizada de produtores rurais do Estado. Julião tinha a simpatia e o apoio velado do então do governador de Pernambuco, Miguel Arraes. O teórico e estrategista destas ações era o velho comunista Gregório Bezerra. Mas,o general Wernon Walters ,adido militar Americano, passou o serviço completo aos militares brasileiros do 3º Exército em Recife, que deixou escapar Julião por um triz, (Julião se fantasiou de padre e foi para Brasília e de lá para o Chile)mas Gregório Bezerra foi preso e libertado em 7 de setembro de 1969 em troca do embaixador Americano. Gregório Bezerra ficou preso no 3º Exército, de 1964 até setembro de 1969 quando foi libertado sem um arranhão sequer ,apesar de sua extrema periculosidade os militares o trataram com dignidade de combatente.
Por pouco nós não tivemos um genocídio em Recife em 1964

Nenhum comentário:

Postar um comentário

GOVERNO PRÓ BANDIDO

''Nunca se deve deixar que aconteça uma desordem para evitar uma guerra, pois ela é inevitável, mas, sendo protelada, resulta em tua...