sexta-feira, 31 de julho de 2015

SAIBA MAIS SOBRE A MAIOR UNIVERSIDADE DO MUNDO;

Harvard é uma universidade privada localizada em Cambridge, Massachusetts, Estados Unidos, e é uma das mais prestigiadas universidades do mundo. Fundada em 1636 pela Assembleia Estadual de Massachusetts e logo depois nomeada em homenagem a John Harvard (seu primeiro benfeitor), Harvard é a mais antiga instituição de ensino superior dos Estados Unidos.Em 2012 Harvard possuía matrícula de 20 042 estudantes,sendo 6 715  de graduação, 12 424 de pós-graduação (mestrado e doutorado) e 975 em programas de extensão universitária.
O custo anual para um estudante de graduação em Harvard no ano letivo é de cerca de US$75.000. Oito presidentes dos Estados Unidos formaram-se em Harvard n e cerca de 150 ganhadores do Prêmios Nobel foram filiados como estudantes, professores ou funcionários da instituição. Harvard também é a alma mater de sessenta e dois bilionários que vivem, em sua maioria, nos Estados Unidos.   Harvard tem o maior orçamento do que o de qualquer outra instituição acadêmica do mundo, situando-se em cerca de 30 bilhões de dólares em setembro de 2012. 
Harvard é uma instituição, como dito acima, PRIVADA, e não sofre influências e nem se submete a governos.

CUBA, ANTES DOS COMUNISTAS ERA UM PAÍS DE 1º MUNDO.

MENTIRAS DOS COMUNISTAS que são transmitidas por figurões midiáticos do Brasil ,entre estes os Freis Betto e BOFF ,os quais alegam que CUBA, antes dos comunistas era uma Ilha de pobreza e um mero quintal dos EUA. MENTIRA DE COMUNA: O primeiro hotel a ter ar condicionado Central em todo o mundo foi construído em Havana em 1951: o Hotel Riviera. A primeira nação da América Latina e a terceira no mundo a ter uma ferrovia foi Cuba, em 1837. A primeira demonstração, em nível mundial, de uma indústria movida a eletricidade foi em Havana, em 1877. Cuba antes dos comunistas ostentava índices sociais comparáveis aos países escandinavos.

quarta-feira, 29 de julho de 2015

O PT SE JULGA O DONO DO BRASIL.

De se lembrar que a primeira dama, Marisa Letícia ,esposa do ex-presidente lula, assim que se mudou para o Palácio do Alvorada mandou o jardineiro desenhar a bandeira do PT nos jardins.Ela não sabia que o Palácio era do governo do Brasil, e não do PT. O pecado original do petismo foi presumir que a conquista da presidência da república pelo voto fazia do Brasil uma propriedade privada do partido. Desde o começo, em 2003, o PT acostumou-se  a tratar a coisa pública como se fosse sua. E esta ''apropriação'' indébita  se deu também entre outras, em  investidas e assalto  dos militantes aos cofres públicos e ao tesouro, deixando ao povo o encargo de pagar esta monstruosa dívida que, com certeza, será cobrada de alguma gerações.

RESOLVIDO A PRINCIPAL CAUSA DE SEPARAÇÕES MATRIMONIAIS.

Empresa Britânica lança pijama ''antiflatulência''.
Flatulência ,não custa lembrar, é o popular peido que, muitas vezes é tão fedorento que acaba até casamento. Fabricante diz que peças com material especial que segura odor são para pessoas com problemas de emissão de gases que têm de dividir quarto .A ideia, segundo a companhia, é manter você - e seu parceiro de cama ou quarto - feliz usando as roupas de um tecido feito com uma tecnologia especial. A Shreddies diz que há muita ciência por trás de suas roupas. Os tecidos das calças de pijama e os jeans lançados pela empresa incluem um material à base de carbono chamado de Zorflex, que segura gases e líquidos em uma de suas camadas. Este tipo de material é usado, com frequência, em roupas especiais para proteção contra produtos químicos e é capaz de parar odores 200 vezes mais fortes do que os flatos de uma pessoa normal.
Em alojamentos coletivos há casos até de morte por sufoco de flatos.

PRESIDENTA DILMA NÃO ENTENDE DE ECONOMIA.

Em reunião com políticos da base do governo, na segunda-feira,27 de julho, a presidente Dilma disse que a Operação Lava-Jato “provocou uma queda de um ponto percentual no PIB brasileiro”. Ela não informou como chegou ao número.Mas se trata de uma estimativa inverossímil (um chute). Tanto quanto relacionar a crise brasileira ao exterior. A Lava-Jato, é fato, tem repercussões nas maiores empreiteiras do país e na Petrobras, maior empresa brasileira, porque, no circuito entre elas, deu-se o maior caso de corrupção da República. E é provável que no Império também não tenha ocorrido algo igual. Trata-se de crime que não pode ficar impune. A perda de ritmo de investimento da Petrobras, porém, é parte pequena no cenário da crise. Que, em 2013, já sinalizava que viria. No ano seguinte, a economia rateou, e o PIB terminou praticamente estável, com um crescimento ínfimo de 0,1%. Ele já desacelerava, não devido à Operação Lava-Jato —lançada em março e que passou a ampliar espaço no noticiário apenas no fim do ano —, mas porque foram cometidos erros crassos com a adoção do tal “novo marco macroeconômico”, cujos resultados são o forte crescimento da dívida pública, mais inflação e recessão.Assim, sabia-se que algum ajuste teria de ser feito em 2015. E ele veio. Responsabilizar a Lava-Jato pela perda de um ponto percentual de PIB é tentar jogar fumaça nos olhos da opinião pública. Compreenda-se o escorregão da presidente pela contingência do momento e do cargo. Pois é inconcebível achar que o Brasil estaria melhor sem a devassa anticorrupção. É o oposto. Punir exemplarmente corruptos e corruptores, neste circuito de grandes obras no setor público, melhorará a segurança jurídica dos investimentos. Será um forte fator de atração dos investidores.
O GLOBO.
29-07-2015.




.




terça-feira, 28 de julho de 2015

Jesus salvou a adúltera do linchamento.

A mulher adúltera ia ser apedrejada (linchada) conforme a lei. Mas ,segundo relata a Bíblia no evangelho de  São João, ocorreu o seguinte. Capítulo 8 :  Jesus foi para o monte das Oliveiras  e pela manhã cedo voltou para o templo, e todo o povo vinha ter com ele que assentando os ensinava.  E os escribas e fariseus trouxeram-lhe uma mulher apanhada em adultério e, pondo-a no meio, disseram-lhe: Mestre, esta mulher foi apanhada, no próprio ato, adulterando. E na lei nos mandou Moisés que as tais sejam apedrejadas. Tu pois que dizes? Mas Jesus, inclinando-se, escrevia com o dedo na terra.   E, como insistissem, perguntando-lhe, endireitou-se, e disse-lhes: Aquele que de entre vós está sem pecado seja o primeiro que atire pedra contra ela.   E, tornando a inclinar-se, escrevia na terra.  Quando ouviram isto, saíram um a um, a começar pelos mais velhos até aos últimos; ficou só Jesus e a mulher que estava no meio.   E, endireitando-se Jesus, e não vendo ninguém mais do que a mulher, disse-lhe: Mulher, onde estão aqueles teus acusadores? Ninguém te condenou?  E ela disse: Ninguém, Senhor. E disse-lhe Jesus: Nem eu também te condeno: vai-te, e não peques mais.

O assistencialismo criou uma CUBA dentro do Brasil

As melhoras sociais no Brasil na última década, deve-se ao fato do PT ter deixado a oposição e aderido às políticas neoliberais, as quais permitiram um significativo e pujante crescimento da economia no período de onde se permitiu um grande consumo de produtos e serviços e, consequentemente as maiores chances de emprego. O PT no governo praticou, sem nenhuma vergonha na cara o assistencialismo clássico , admitindo assim que, há uma parcela enorme da sociedade que é excluída por natureza, e não por maldades do capitalismo. Assim, foi criado, dentro do Brasil, uma CUBONA, onde cerca de 30 milhões de pessoas sobrevivem como animais, apenas com a ração contada do dia a dia. Agora, a ONU aceitar os dados do governo na questão do combate à fome, francamente, chega ao limite da patifaria pura e simples.
O ser humano, ao contrário dos outros animais (seres viventes) necessita muito mais do que simples rações diárias de sobrevivência.

A crise e os canalhas de sempre.


A crise nos ensinou que os “revolucionários” no poder são tão escrotos quanto os “reacionários”. Qual a diferença entre Sarney e Vaccari? A crise nos mostra que um ex-proletário metido a guia do povo pode virar um deslumbrado com jatinhos e uísque 30 anos e que sabe e sabia de tudo. Ele criou a crise pela ignorância e pelo narcisismo. A crise nos ensina que presidentes têm de estudar e ter competência. A crise é boa porque acaba com a mistificação do PT, que era o partido dos “puros”. A crise acaba com os fins justificando os meios, ou seja, como pensavam e pensam: podemos ferrar a Petrobras em nome de uma “revolução”. A crise mostra que a esquerda velha não tem projeto, mas um sonho que virou pesadelo. A crise nos diploma como cientistas políticos. A crise não é uma crise, mas uma “mutação” histórica. Nunca mais seremos os mesmos. A crise acaba com o angustiante futuro e nos devolve o doce presente. A crise também foi boa para nos dar uma porrada na cara, para deixarmos de ser bestas.
ARNALDO JABOUR.
O Globo, 28 de julho de 2015.

segunda-feira, 27 de julho de 2015

SAIBA MAIS SOBRE LINCHAMENTO.

Linchamento  é o assassinato  cometido por uma multidão com o objetivo de punir o transgressor ou para intimidar, controlar ou manipular um setor específico da população. O fenômeno está relacionado a outros meios de controle social, mas tem a característica de se tornar um tipo de espetáculo público. Os linchamentos são mais frequentes em tempos de tensão social e econômica . No entanto, este tipo de assassinato também resulta de preconceitos de longa data e práticas de discriminação que condicionaram as sociedades a aceitar esse tipo de violência como práticas normais de "justiça popular". Atribui-se o nome do ato  ao capitão William Lynch ,do condado de Pittsylvania, Virgínia, que manteve um comitê para manutenção da ordem durante a revolução, por volta de 1780. A  lei de Lynch  deu origem à palavra linchamento, em 1837, designando o desencadeamento do ódio racial contra os índios,  apesar das leis que os protegiam, bem como contra os negros perseguidos pelos "comitês de vigilância" que darão origem ao Ku Klux Klan. Mas, é a desmoralização e a desconfiança das leis e a anarquia social que favoreceram seu desenvolvimento. Linchamentos são mais vistos onde a violência é mais comum e a população não acredita no poder da polícia, resolvendo fazer "justiça com as próprias mãos", ignorando por completo o princípio da proibição da autotutela, o qual garante o direito exclusivo do Estado como mantenedor  da lei, da ordem social e da justiça. Entre as principais razões para os linchamentos no Brasil estão a ineficiência e a ausência do governo além baixa qualidade dos serviços fornecidos pelo Estado  em segurança pública. Outro fator preponderante é o chamado "efeito copycat", quando linchamentos são filmados e exibidos na imprensa , causando um aumento do números de casos .Na Antiguidade são inúmeros relatos de linchamentos promovidos aos auspícios da lei. Entre os judeus a lapidação — o apedrejamento pela multidão — era uma penalidade aplicada em diversos casos, tais como o adultério feminino e a homossexualidade masculina, dentre outros. Há o caso célebre de linchamento  narrado na Bíblia - contra a mulher adúltera , evitado por Jesus Cristo de onde se originou a frase ''Atire a primeira pedra quem nunca cometeu nenhum pecado''.

domingo, 26 de julho de 2015

NO ALVO: A FONTE DA ROUBALHEIRA NO PT.

Quando a Polícia Federal começou a fazer operações, algumas espetaculosas, no início da Era Lula, contra criminosos de colarinho branco, surgiu a pergunta de por que aquela multiplicação de casos neste ramo mais fino da criminalidade, nem por isso menos pernicioso para a sociedade. O governo PT, claro, aproveitou para capitalizar o fato: seria porque, afinal, assumira no Planalto quem combatia a corrupção para valer. Mas nunca foi possível testar uma hipótese mais simples — QUE SURGIRAM MAIS ESCÂNDALOS NESTA ÁREA PORQUE A CRIMINALIDADE AUMENTARA.
Não demorou muito, o próprio PT se viu apanhado no escândalo do mensalão, em que, entre outros golpes, um sindicalista petista de carteirinha, HENRIQUE PIPIZZOLATO, alçado por essas credenciais à diretoria de marketing do Banco do Brasil, desviara dinheiro da instituição para abastecer a lavanderia financeira de Marcos Valério, da qual saía numerário para comprar apoio parlamentar ao governo Lula.
Mais recentemente, estourou o petrolão, este de magníficas proporções: na contabilidade da Petrobras já estão registrados R$ 6,2 bilhões roubados para o PT, PP, PMDB, políticos específicos e bolsos de diretores da estatal, entre outros.
NÃO É MERA COINCIDÊNCIA QUE OS DOIS ESCÂNDALOS TENHA , NO EPICENTRO, EMPRESAS ESTATAIS. A pergunta sobre as razões da multiplicação de casos de corrupção precisa ser substituída por outra: por que há tantos desses crimes no Brasil? A resposta está na grande participação do Estado na economia, sendo, como fica provado neste ciclo petista, as estatais eficazes é o caminho  de arrombamento de cofres públicos.

O assalto praticado na Petrobras pelo esquema lulopetista, em associação com PP e PMDB, e alianças com as maiores empreiteiras do país, é a prova concreta de que há uma relação direta entre estatização e corrupção.


Apenas na plano federal, há  mais de 140 empresas públicas.  O PT, voltou a criar estatais, coerente com a ideologia de petistas e aliados.
Nestes quase 13 anos de poder lulopetista em Brasília, um grupo político voraz, ágil em aparelhar a máquina pública, incluindo estatais, encontrou nessas empresas amplas oportunidades de financiar, com caixa dois, seu projeto político e eleitoral, sem deixar de sustentar alto padrão de vida de capos sindicalistas mafiosos e ainda permitir enriquecimentos alhures.
O raciocínio e a conclusão são simples: sem esta grande participação do Estado em setores que movimentam muito dinheiro, não haveria como o PT e aliados se financiar com propinas. Só existe caixa dois quando há caixa um.

Compilado editorial de O GLOBO de 26-07-2015.






 

quinta-feira, 23 de julho de 2015

O COMUNISMO MATA.

 Os fatos são tenazes e mostram que os regimes comunistas mataram mais de 100 milhões de pessoas, contra 25 milhões de pessoas atingidas pelo nazismo. Essa simples constatação deve, pelo menos, provocar uma reflexão comparativa sobre a semelhança entre o regime que foi considerado, a partir de 1945, como o regime mais criminoso do século, e um sistema comunista que conservou, até 1991, toda a sua legitimidade internacional e que, até hoje, está no poder em alguns países, mantendo adeptos no mundo inteiro.  Assim, os mecanismos de segregação e de exclusão do “totalitarismo da classe” se parecem singularmente àqueles do “totalitarismo da raça”. Á sociedade nazista futura devia ser construída em torno da “raça pura”; a sociedade comunista futura, em torno de um povo proletário, purificado de toda escória burguesa. O remodelamento dessas duas sociedades foi planejado do mesmo modo, apesar de os critérios de exclusão não serem os mesmos. Portanto, é falso pretender que o comunismo seja um universalismo: se o projeto tem uma vocação mundial, uma parte da humanidade é declarada indigna de existir neste mundo, como no caso do nazismo; a diferença é que um recorte por estratos (classes) substitui o recorte racial e territorial dos nazistas. Logo, os empreendimentos leninista, stalinista, maoísta e a experiência cambojana põem à humanidade - assim como aos juristas e historiadores - uma nova questão: como qualificar o crime que consiste em exterminar, por razões político- ideológicas, não mais indivíduos ou grupos limitados de oponentes, mas partes inteiras da sociedade? É preciso inventar uma nova denominação? Alguns autores anglo-saxões pensam dessa forma, criando o termo “politicídio”. Ou é preciso chegar, como o fazem os juristas tchecos, a qualificar os crimes cometidos pelos regimes comunistas como “crimes comunistas” A atenção excepcional concedida aos crimes hitleristas é perfeitamente justificada. Ela responde à vontade dos sobreviventes de testemunhar, dos pesquisadores de compreender e das autoridades morais e políticas de confirmar os valores democráticos. Mas por que os testemunhos dos crimes comunistas têm uma repercussão tão fraca na opinião pública? Por que o silêncio constrangido dos políticos? E, sobretudo, por que um silêncio “académico” sobre a catástrofe comunista que atingiu, há aproximadamente 80 anos, um terço da espécie humana, sobre quatro continentes? Por que essa incapacidade de situar no centro da análise do comunismo um fator tão essencial quanto o crime, o crime de massa, o crime sistemático, o crime contra a humanidade? Estamos diante de uma impossibilidade de compreensão? Não se trata, antes, de uma recusa deliberada de saber, de um medo de compreender? O fechamento absoluto dos arquivos dos países comunistas, o controle total da imprensa, da mídia e de todas as saídas para o exterior, a propaganda do “sucesso” do regime, toda essa máquina de ocultar informações visava, em primeiro lugar, impedir que viesse à luz a verdade sobre os crimes.  Não contentes em esconder seus delitos, os carrascos combateram por todos os meios aqueles que tentavam relatá-los.Contra todos esses esclarecedores da consciência humana, os carrascos desenvolveram, num combate sistemático, todo o arsenal dos grandes Estados modernos, capazes de intervir no mundo inteiro. Eles procuraram desqualificá-los, desacreditá-los, intimidá-los. A. Soljenitsyne, V. Bukovsky, A. Zinoviev L. Plichki foram expulsos de seu país, André Sakharov foi exilado em Gorki, o general Piotr Grigorenko, abandonado num hospital psiquiátrico, Markov, assassinado com um guarda-chuva envenenado.Quando não conseguiam manter a verdade escondida - a prática dos fuzilamentos, os campos de concentração, a fome imposta -, os carrascos tramavam a justificação dos fatos maquiando-os grosseiramente. Depois de terem reivindicado o terror, eles o erigiram como figura alegórica da revolução: “quando se corta a floresta, as farpas voam”, “não se pode fazer uma omelete sem se quebrarem os ovos”. A isto Vladimir Bukovski replicava ter visto os ovos quebrados, mas não ter nunca provado omeletes. Mas, sem dúvida, foi com a perversão da linguagem que se chegou ao pior. Através da magia vocabular, o sistema dos campos de concentração tornou-se obra de reeducação, e os carrascos, educadores aplicados em transformar os homens de uma sociedade antiga em “homens novos”. Pedia-se, através da força, aos zeks - termo que designa os prisioneiros dos campos de concentração soviéticos - para que acreditassem num sistema que os subjugava. Na China, o interno na concentração é denominado “estudante”: ele deve estudar o pensamento justo do partido e reformar o seu próprio pensamento imperfeito.  Como acontece com freqüência, a mentira não é, strícto sensu, o inverso da verdade, e toda mentira se apoia sobre elementos verdadeiros. As palavras pervertidas aparecem como uma visão deslocada que deforma a perspectiva de conjunto: somos confrontados a um astigmatismo social e político. Ora, é fácil corrigir a percepção deformada pela propaganda comunista, mas é muito difícil reconduzir aquele que percebeu erroneamente a uma concepção intelectual pertinente.Esse silêncio, que sucede geralmente a algum momento de sensibilização provocado pela emergência de uma obra - UArchipel du Goulag, de Soljenitsyne -. ou de um testemunho mais incontestável do que outros - Lês Récits de Ia Kolyma, de Variam Chalamov, ou L’Utopie meurtrière, de Pin Yathay -, mostra uma resistência própria aos vários e diferentes segmentos das sociedades ocidentais no que diz respeito ao fenómeno comunista; eles se recusam, até o momento, a encarar a realidade: o sistema comunista comporta, ainda que em graus diversos, uma dimensão fundamentalmente criminosa. Com esta recusa, as sociedades participaram da mentira, no sentido aludido por Nietzsche: “Recusar-se a ver algo que se vê; recusar-se a ver algo como se vê”. 



A LEI DO COMUNISMO; MATAR OPOSITORES.

A imposição da “ditadura do proletariado” nas cidades conquistadas ou retomadas passava pelas mesmas etapas: dissolução de todas as assembleias eleitas anteriormente; interdição de todo o comércio - medida que acarretava de imediato a elevação dos preços de todas as mercadorias, seguida de seu desaparecimento; confisco de empresas, estatizando-as; imposição à burguesia de uma contribuição financeira muito elevada . Para garantir a boa execução dessa contribuição, centenas de “burgueses” serão  feitos reféns e encarcerados em campos de concentração. Na realidade, essa contribuição era  de pilhagem, expropriações e de humilhações, primeira etapa da aniquilação da “burguesia enquanto classe”.  “De acordo com as resoluções do soviete de trabalhadores, esse 13 de maio foi decretado como um dia de expropriação da burguesia, lia-se nos Izvestia do Conselho de Deputados Operários de Odessa de 13 de maio de 1919. As classes abastadas deverão preencher um questionário detalhado, relacionando os produtos alimentares, os calçados, as roupas, as jóias, as bicicletas, os cobertores, os lençóis, a prataria, as louças e outros objetos indispensáveis ao povo trabalhador. [...] Todos devem auxiliar as comissões de expropriação nessa tarefa sagrada. Os que não obedecerem às ordens das comissões de expropriação serão imediatamente detidos. Os que resistirem serão fuzilados no ato.” 

Juramento de morte dos comunistas.

“Nós rejeitamos os velhos sistemas de moralidade e de 'humanidade' inventados pela burguesia com o objetivo de oprimir e explorar as 'classes inferiores'. Nossa moralidade não tem precedentes, nossa humanidade é absoluta pois ela repousa sobre um novo ideal: destruir toda forma de opressão e de violência. Para nós, tudo é permitido pois somos os primeiros no mundo a erguermos a espada não para oprimir, mas para libertar a humanidade de suas correntes... Sangue? Que o sangue jorre aos montes! Somente o sangue pode colorir para sempre a bandeira negra da burguesia pirata como um estandarte vermelho, bandeira da Revolução. Somente a morte final do velho mundo pode nos libertar para sempre do retorno dos chacais!

A criminalidade juvenil nos EUA; O SEGREDO!

Qualquer pessoa que morasse nos Estados Unidos no início dos anos 90 e prestasse um mínimo de atenção aos jornais e telejornais diários teria motivos para viver morta de medo. A vilã era a criminalidade, que vinha crescendo incessantemente - um gráfico mostrando a escalada dos índices de criminalidade em qualquer cidade americana nas décadas anteriores assemelhava-se a uma montanha - e agora parecia prenunciar o fim do mundo. Mortes provocadas por armas de fogo eram lugar-comum. O mesmo acontecia com o roubo de carros, o tráfico de crack, os assaltos e os estupros. A violência virará uma companheira funesta e constante. E a situação estava prestes a piorar. Piorar muito, afirmavam todos os especialistas. A causa: o chamado superpredador. Na época, só se falava nele. Andava nas capas das revistas semanais e nos gordos relatórios da segurança pública. ''ELE'' ERA UM ADOLESCENTE MAGRICELA DA CIDADE GRANDE, COM UMA ARMA NA MÃO E MUITO ÓDIO NO CORAÇÃO. Havia milhares deles, segundo se dizia, uma geração de assassinos prontos a mergulhar o país no mais profundo caos. Em 1995, o criminologista James Alan Fox elaborou um relatório para o ministro da Justiça dos Estados Unidos detalhando em cores sombrias a escalada dos homicídios cometidos por adolescentes. Fox apresentou um cenário otimista e outro pessimista. No otimista, a taxa de homicídios adolescentes cresceria 15% na década seguinte; no pessimista, ele previa um crescimento de mais que o dobro desse percentual. "A próxima onda de crimes será tão terrível", disse ele, "que nos fará sentir saudades de 1995". Outros criminologistas, cientistas políticos e observadores igualmente bem-informados previam o mesmo futuro tenebroso, incluindo-se nesse coro o Presidente Clinton. "Sabemos que dispomos de uns seis anos para reverter a escalada do crime juvenil", disse Clinton, "ou o nosso país irá mergulhar no caos e meus sucessores não mais falarão das grandes oportunidades da economia global, pois estarão tentando manter vivos nas ruas os habitantes de nossas cidades". As apostas, nitidamente, se concentravam nos criminosos. Mas ,eis que o bônus da liberação do aborto em 1973 chegou. Então, em vez de subir e de continuar subindo, os índices de criminalidade começaram a baixar. A baixar e a continuar baixando. A queda da criminalidade surpreendeu em vários aspectos: foi ubíqua, com os índices de todos os crimes caindo em todas as cidades do país. Foi persistente, caindo cada vez mais a cada ano. E foi totalmente inesperada - principalmente para os especialistas que haviam previsto precisamente o oposto. No início dos anos 90 os adolescentes criminosos começaram a desparecer ,uma vez que , a partir de 1973 pararam de nascer.

quarta-feira, 22 de julho de 2015

A CUBA PRÉ COMUNISTA ERA UM PAÍS RICO.

Fidel Castro conseguiu transformar o 3° país mais rico das Américas, com a 3° capital mais moderna do mundo, 6° maior renda per capita do mundo, país mais rico que a Itália, Espanha, Japão, Áustria e Portugal em um dos países mais pobres do mundo, onde basicamente falta tudo. A ração disponibilizada por ele não dá para alimentar a população por mais de 15 dias no mês e a educação não passa de doutrinação, onde basicamente não se ensina ciências e com um sistema de saúde falido que parou no tempo e utiliza equipamentos de 70 a 80 anos atrás.

terça-feira, 21 de julho de 2015

Estamos em guerra. SOCORRO!

Policiais civis e militares apreenderam hoje, 20 de julho de 2015, um lançador de foguete antitanque de fabricação americana utilizado nas guerras do Vietnã, Afeganistão e Iraque. A apreensão aconteceu em uma casa na comunidade Beira-Rio, no bairro Novo Horizonte, em Araruama, na Região dos Lagos do Rio. Suspeitos conseguiram fugir. Segundo o delegado  da 118ª DP, uma denúncia anônima informou que traficantes estavam reunidos em uma casa abandonada, endolando drogas e escondendo armas.  A arma seria usada contra as viaturas policiais e para intimidar os traficantes rivais em uma demonstração de poder, de acordo com o delegado. Ainda segundo o Clovis Souza, quando os agentes chegaram ao endereço, viram pelo menos três homens no quintal da residência. Eles correram para os fundos do quintal, atravessando um rio, e fugiram. Vejam a foto do foguete.

O PEIDO CHEIROSO.

O  excesso de gases no aparelho digestivo é chamado de flatulência que, ao serem expelidos, pelos flatos, — o popular PUM— emitem odores desagradáveis e ,em locais fechados, como elevadores, torna o ambiente numa verdadeira câmara de gás. Mas um Francês criativo  inventou uma pílula que transforma os maus cheirosos gases da flatulência em odores  de chocolate e morango.  A cia aérea  AIR FRANCE já está oferecendo a pílula aos seus passageiros de 1ª classe no trajeto Rio-Paris. Na primeira classe dos aviões da Air France, os passageiros dos longos voos Rio-Paris estão livres dos ''peidos'' fedidos a bordo. Já na classe executiva ,ainda não foi disponibilizado o serviço.

segunda-feira, 20 de julho de 2015

OS MENORES MATARAM QUATRO VEZES MAIS QUE A DITADURA MILITAR.

O número de vítimas que teriam morrido ou que ainda são dadas como desaparecidas em razão do regime militar  em 21 anos  é 424.   Assassinadas mesmo, comprovadamente, foram 293 pessoas. A fonte é o livro Dos filhos deste solo , escrito pelo ex-ministro Nilmário Miranda, petista, e pelo jornalista Carlos Tibúrcio.  Já em 2012, o número de menores, capturados pela polícia, que  cometeram homicídio era 1.848.  A fonte dos  20.532 “menores infratores” (ou seja: 1.848) é a Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República . Em outras palavras: os menores mataram pelo menos 4 vezes mais que o regime militar no Brasil.  Nós lamentamos profundamente  todas as mortes, cometidas por bandidos da rua ou do Estado, mas lamenta também os dois pesos, duas medidas da esquerda nacional. Por conta dos 424 mortos do período militar, boa parte terroristas armados, a esquerda chora há 50 anos, cria Comissão da Verdade e finge ter lutado heroicamente pela democracia, embora seu objetivo fosse a implantação no Brasil de uma ditadura comunista nos moldes cubanos. Por conta dos 1.848 mortos  por bandidos menores de idade, a esquerda não deixa cair uma lágrima e logo se apressa a proteger legalmente os homicidas contra a possibilidade de serem julgados, condenados e presos de acordo com seus crimes. A população brasileira hoje é refém da ditadura dos bandidos que roubam seus direitos à vida e à liberdade. Para a esquerda, no entanto, os cadáveres úteis são apenas aqueles do seu lado.                                                                                                       Felipe Moura Brasil

O suicídio é principal causa de mortes prematuras no mundo.

Segundo uma estimativa da Organização Mundial da Saúde, 883 mil pessoas se matam no mundo a cada ano. É mais gente do que todos os mortos em guerras, vítimas de homicídios e desastres naturais - coisas que, somadas, tiram 669 mil vidas por ano. E um novo estudo indica que o ritmo dos suicídios está se acelerando. A Universidade de Oxford² estudou os efeitos da crise econômica global, que começou em 2008, sobre as taxas de suicídio nos EUA, no Canadá e na Europa. Em todos os casos, elas apresentaram crescimento: de 4,8%, 4,5% e 6,5%, respectivamente. Os suicídios no mundo já vinham aumentando (o número global de casos cresceu 60% desde a década de 1970), mas agora assumiram um ritmo mais intenso. A crise econômica não é o único fator envolvido. Em 2010, pela primeira vez na história, a maioria da humanidade passou a viver em cidades - onde há mais estresse e mais pressão para ser bem-sucedido. Ao mesmo tempo, as pessoas nunca estiveram tão sós: segundo um estudo feito nos EUA, 40% dos adultos se consideram solitários (o dobro da década de 1980). E isso pode estar impulsionando a depressão e as tentativas de tirar a própria vida. "Quanto maiores os laços sociais em uma cultura, menores as taxas de suicídio", afirma o psiquiatra Humberto Corrêa, especializado em suicídio. A família e os amigos nem sempre percebem que a pessoa está pensando em se matar. Mas uma nova técnica³ promete apontar o risco de suicídio com antecedência, por meio de um simples exame de sangue - que mede os níveis de dois genes relacionados à intenção de se matar. O exame foi criado para uso militar e ainda está em fase de testes.
Dados de outubro de 2014.

''Global Burden of Disease, Organização Mundial da Saúde.''

domingo, 19 de julho de 2015

OS EVANGELISTAS ESQUECERAM A MULHER QUE ENXUGOU JESUS,

Verônica , de acordo com o "Acta Sanctorum" , foi a piedosa e corajosa mulher de Jerusalém que, comovida com o sofrimento de Jesus ao carregar a cruz até o Gólgota, deu-lhe seu véu para que ele pudesse limpar o rosto. Jesus aceitou a oferta e, após utilizá-lo, devolveu-o à Verônica. E então, a imagem de seu rosto estava milagrosamente impresso naquele véu.Não há referência à história de Santa Verônica e seu véu nos Evangelhos . A história que chega mais perto é o milagre já relatado sobre a mulher que foi curada de uma hemorragia em Mateus 9:20-22 e Lucas 8:43-48. A história foi depois mais elaborada com a adição da história de Cristo dando a ela um auto-retrato num tecido com o qual ela posteriormente curou o imperador romano Tibério César.A ligação disto com Jesus carregando a cruz na Paixão e a aparição milagrosa da imagem só ocorreu por volta de 1380.

ESCAPAMOS POR POUCO.

Não tenho a data exata desta foto ,mas, sem dúvida, foi tirada nos anos 60, entre 1966 e 1968. Nesta época ,Cuba, do Fidel, que aparece sorridente na foto, era mantida pela poderosa União Soviética ,que fornecia desde o leite em pó até petróleo ,tudo de graça.Em troca, o ditador treinava os terroristas que seriam exportados e iam atuar na América Latina e África. Os terrorista, ou ''guerrilheiros'' lutavam, segundo a propaganda, contra a as ditaduras, entre elas a do Brasil. Ocorre que era tudo mentira ,pois a luta destes terroristas era ,exatamente ao contrário, ou seja ,eles buscavam implantar a ditadura comunista que, esta sim ,era assassina, cruel e não admitia, nem de longe, qualquer contestação. No Brasil foram derrotados, mas, logo a seguir ,em 1974, venceram no Camboja, onde, de 1974 a 1979, quando foram derrubados pelo exército do Vietnã, eles mataram a metade da população do Camboja, através do Khenmer Vermelho, que era uma organização semelhante aos sem terra do Brasil.


sábado, 18 de julho de 2015

A VÍTIMA CULPADA?

O HOMICÍDIO EMOCIONAL É PREVISTO NO §1º DO ART.121 DO CÓDIGO PENAL .                                               É o caso em que o agente comete o crime sob o domínio de violenta emoção, logo em seguida à injusta provocação da vítima. São, pois, os requisitos desse crime: a) provocação injusta da vítima; b) dominação por violenta emoção; e c) reação imediata. Em decorrência disso, estar-se-á diante da figura do homicídio emocional, no caso em que o agente atua movido por incontrolável instinto de agressão, decorrente de dominação emocional súbita e intensa (emoção-choque), que o faz reagir  à provocação sem justificativa razoável da vítima : atitude desafiadora,
consubstanciada em ofensa, ato de desprezo, insinuação, humilhação, zombaria,reticência, exercício abusivo de direito etc.), matando-a. Não se pode confundir violenta emoção com vingança, que advém do ódio não esquecido, do rancor latente ou do aborrecimento concentrado. Deve
haver, por consequência, necessária proporcionalidade entre a provocação e a emoção dominante da ação criminosa.
O juiz pode diminuir a pena de um sexto a um terço nestes casos.

Homicídio simples :Art 121. Matar alguém:
Pena - reclusão, de seis a vinte anos.
Caso de diminuição de pena :§ 1º Se o agente comete o crime impelido por motivo de relevante valor social ou moral, ou sob o domínio de violenta emoção, logo em seguida a injusta provocação da vítima, ou juiz pode reduzir a pena de um sexto a um terço.



LULA E SUA BRONCA CONTA A IMPRENSA.

Está acontecendo muita coisa boa nesse país. Eu, às vezes, fico triste porque eu vejo televisão; começa de manhã, seis e quinze da manhã, eu estou vendo televisão, o cara já fala assalto não sei onde, morte não sei onde, batida não sei onde. Será que não nasceu uma criança hoje no Brasil; será que ninguém foi bem atendido em algum lugar; será que não há uma coisa boa pra gente mostrar sempre os dois lados da moeda’'
Lula reclamando da imprensa.
Errado Lula. Tudo isso que o Sr. falou nãoé,jornalisticamente falando, notícia. O trivial,  o dia a dia, não interessam aos leitores. Não há porque, por exemplo, Sr. Lula, dar destaque a uma viagem normal de um avião, mas se o avião sofrer um acidente, aí sim,  Sr.Lula, vira notícia. Aliás Sr.Lula, parece-me que o Sr, está propondo uma forma de propagandear os feitos ''positivos'' administrativos do poder, ou governo, seja lá como for e, isso é propaganda.Toda notícia agradável e ''boa'' em favor da administração pública deve ser, de imediato entendida como suspeita.

A ESCRAVIDÃO FOI BEM-VINDA CERTA ÉPOCA.

Costumamos, sem maiores reflexões, maldizer a escravidão, não nos lembrando do maravilhoso progresso que representou sua invenção, porque, antes o que se fazia era matar os vencidos. Foi um gênio benfeitor da humanidade quem inventou, ou idealizou que, em vez de matar os prisioneiros, conservar-lhes à vida e aproveitar seu labor.
ORTEGA Y GASSET.


A UTOPIA DA TARIFA ZERO.

Depois das manifestações exigindo redução nos preços das passagens e até mesmo  tarifa zero, eis que surge, no meio de tudo, a realidade.
Prefeitos de várias cidades relatam que estão com dificuldades de contratar empresas de ônibus, pois as concessionárias não estão se habilitando às licitações alegando que vão perder dinheiro, uma vez que depois dos protestos tornou-se inviável reajustar as tarifas. Isto quer dizer que, simplesmente o transporte público vai piorar, mesmo que as prefeituras assumam o serviço ,pois o poder público não consegue operar um sistema como este sem prejuízos. E não para por aí. O Ministério dos Transportes vai dispensar as concessionárias de rodovias federais de novos investimentos. É uma forma de compensar a suspensão do reajuste do pedágio. O governo, pressionado pelas manifestações violou contratos.
Ou seja, tarifa ZERO não existe, se alguém não paga, outro alguém pagará.

sexta-feira, 17 de julho de 2015

Liberdade , o maior valor.

Travei uma forte discussão sobre Cuba hoje com uns fanáticos comunas .Foi desgastante e extremamente irritante ter que repetir à exaustão informações conhecidas. Quando se fala em Cuba,  o que vem logo à mente é o problema da liberdade. Os comunas insistem na tese que lá não se passa fome, o que é mentira ,pois os cidadãos sobrevivem com rações mínimas ,como, por exemplo, 8 ovos por mês. Lembrei aos comunas que, mesmo que fosse verdade que ninguém passasse fome ,isso não ameniza o mais grave, que é a falta de liberdade. Lembrei que, no Rio, os moradores de rua podem, se quiserem, morar em abrigos da prefeitura ,mas ,neste caso, eles teriam que se sujeitar às regras e disciplinas,  o que para eles, é o mesmo que prisão. Os menores não aceitam ,de forma alguma, viver em abrigos nem por um dia.

A GRANDE ARMA CONTRA O CÂNCER DE PRÓSTATA.

De acordo com um estudo publicado pela revista ''NEW SCIENTISTI'' a masturbação freqüente, particularmente aos 20 anos, ajudaria os homens a prevenir o câncer de próstata. Segundo os cientistas, quanto mais os homens se masturbam entre os 20 e os 50 anos, menos chances há de um tumor se desenvolver. Eles suspeitam que a ejaculação freqüente preveniria a formação de carcinóginos na glândula, pois o sêmem é rico em substâncias como potássio, zinco, frutose e ácido cítrico. O pesquisador, Graham Giles, do conselho de câncer de Victória, em Melbourne, analisou 1.079 pacientes com câncer e 1.259 homens .
Ao pensar que a masturbação era considerada pelas igrejas e o moralismo como um pecado e uma vergonha de ser explicitada.

O LIBERALISMO.

O liberalismo é a suprema forma de generosidade; é o direito que a maioria concede à minoria e, portanto, é o grito mais nobre que já ecoou neste Planeta. É o anúncio da determinação de compartilhar a existência com o inimigo; mais que isso: com o inimigo que é fraco. É incrível como a espécie humana foi de uma atitude tão nobre, tão paradoxal, tão refinada e tão antinatural. Não será portanto, de estranhar que essa mesma humanidade queira logo se livrar desse compromisso.É uma disciplina por demais difícil e complexa para firmar-se definitivamente na Terra.


O trabalho da imprensa.

Apenas uma imprensa livre e sem amarras pode eficientemente expor fraudes no governo. O poder traz consigo o germe da corrupção, da fraude, da mentira; é natural, é humano, que um governante faça o que lhe for possível para escapar às conseqüências de determinadas decisões que tomou.Ninguém, até hoje, fez esse trabalho de se contrapor ao poder com mais eficiência do que a imprensa livre.

quarta-feira, 15 de julho de 2015

ESTATÍSTICAS PARA IMBECILIZADOS E FANÁTICOS.

Nas ditaduras operam-se milagres com números, uma vez que ninguém contesta o que se divulga. Em Cuba, as pedaladas estatísticas são aceitas como verdades absolutas ,tanto pelos nativos como pelo admiradores dos irmãos ditadores.  O milagre que transforma CUBA num dos países com o mais baixo nível de mortalidade infantil do mundo foi ''desmascarado''.  Nem a  Dinamarca conseguiu o feito Cubano (taxa de mortalidade infantil de 3.5/1000);Mas, agora, sabe-se com certeza; trata-se de um golpe na metodologia. Em Cuba, crianças com menos de de 1 ano não morrem jamais. O governo proíbe  o atestado de óbito nesta faixa de idade e ,portanto, a taxa de mortalidade infantil é zerada.
Entenderam?
Fácil,fácil ,não é?

O COMUNISMO, A FONTE DO MAL QUE DOMINA O BRASIL.

Gramsci  o estrategista comunista que influencia o PT e os intelectuais da esquerda do Brasil propugnava que valores culturais da burguesia deveriam  ser contestados e apontados outros, mais de acordo com a visão das classes dominadas  e que permita a ascensão destas.O mesmo deve ocorrer com valores morais e éticos, de modo a neutralizar as trincheiras burguesas. O JUDICIÁRIO TEM QUE SER CRITICADO EM SUAS DECISÕES LEGALISTAS e incentivado a adotar decisões “sociais” (daí a origem da terminologia CRIMINALIZAÇÃO) ignorando os dispositivos legais. Pressão deve ser exercida nas decisões que possam prejudicar o partido, seus membros e simpatizantes independente das cominações legais a que estiverem sujeitos. As casas legislativas devem ser objeto de constante crítica e desmoralização, enquanto os representantes do partido “proletário” surgiriam como únicos acima das críticas. AS FORÇAS ARMADAS DEVEM FICAR SOB CONSTANTES CRITICAS E TÊM QUE SER VISTAS COMO DESNECESSÁRIAS, PERDULÁRIAS, IGNORANTES E DITATORIAIS.

AS POLÍCIAS SERÃO SEMPRE ACUSADAS DE TRUCULENTAS, VIOLENTA E CORRUPTA, ENQUANTO A MARGINALIDADE DEVE SER ALVO DA PROTEÇÃO DOS DIREITOS HUMANOS E DA TOLERÂNCIA por pertencer à classe subalterna. Se o bandido age à margem da lei é apenas por falta de opções, sendo a marginalidade fruto, pois, da injustiça social e da exclusão burguesa. Nada mais justo, pois, que os burgueses sofram na pele, sem reclamar, o castigo de serem “expropriados” de seus bens, e até às vezes “justiçados” pelos “excluídos”.

A Igreja Católica deve ser lembrada por suas falhas, como a pedofilia, a riqueza e o alinhamento com a aristocracia. Não se deve falar nas suas qualidades. Os padres “socialistas” devem serem tratados como santos, exaltados como portadores de todas as virtudes. As minorias têm de ser despertadas para a marginalização a que foram sujeitas e insufladas à vingança contra a dominação burguesa, qualquer minoria, sejam raciais, étnicas ou sexuais.

Todo o sistema capitalista têm ser demonizado: os fazendeiros como latifundiários exploradores de mão de obra escrava, depredadores da natureza; os industriais como gananciosos apropriadores da mais valia e sonegadores; os banqueiros como parasitas especuladores; os órgãos de imprensa como vendidos ao capital nacional e estrangeiro.

terça-feira, 14 de julho de 2015

O DESEMPREGO DOS JOVENS NO BRASIL.

A taxa de desemprego no ABC entre jovens de 16 a 21 anos   divulgada dia 17 de julho de 2013  pela Seade e pelo Dieese num estudo  Intitulado os jovens e o mercado de trabalho no ABC, com base nos dados PED referentes ao biênio 2011-2012 foi  de 31,8%. Mais de três vezes superior à do total de desempregados (10,1%). De cada 100 jovens posicionados nessa faixa etária, 37 estavam ocupados, 17 estão desempregados (à procura de ocupação) e 46 são inativos. Se somássemos os 17% que estão procurando emprego e os 46 que ''não estão dispostos ao trabalho'' chegaríamos a, nada mais, nada menos do que 63% de jovens desempregados em pleno ABC Paulista. Observem o que a estatística esconde; 46% inativos ou, de forma direta, desempregados. 
SEAD- Sistema Estadual de Análises de Dados.
DIEESE- Departamento intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos.
PED- Pesquisa de Emprego e Desemprego.
 Com base e créditos à estatísticas sérias (não embonecadas  o Brasil tem tanto, ou mais desempregados jovens do que Portugal ,Espanha e a Grécia. Isso no ABC , pode-se imaginar no resto do Brasil.

O PARAÍSO CUBANO; PARA OS CASTROS!

Em Cuba, como é de conhecimento de todos , para evitar fugas pelo Mar, os cidadãos são proibidos de terem barcos, proibição extensivas até aos pescadores. É sabido por todos também que um cidadão Cubano ganha, em média, 70 reais por mês, no máximo, e tem que  se sujeitar a um racionamento que lhe permite adquirir apenas 8 ovos por mês. Maravilha!!!Mas, o quarto dos cinco filhos de Fidel Castro, Antonio Castro, não se sujeita às leis dos sem barcos. Ele tem um luxuoso IATE de 45 metros cujo custo no mercado internacional é avaliado em 40 milhões de reais. E foi neste luxo dos Mares que, há poucos dias, o jovem comunista, atravessou o Mar Egeu  ,entre a Grécia e a Turquia, atrancando no pier particular do Hotel Kuum no balneário de Bodruum com sua comitiva de 12 pessoas ocupando 5 luxuosas suítes cuja diária custa 3500 reais.

segunda-feira, 13 de julho de 2015

SAIBA MAIS SOBRE O MILIONÁRIO QUE AJUDOU JESUS.

José de Arimateia era um homem muito rico. Senador, membro do Sinédrio (Sinédrio era uma especie de STF do povo Judeu). Relatos bíblicos dão conta que, apesar disso, ele era um seguidor de Cristo.  Na madrugada em que Jesus foi preso, um emissário o convoca para uma sessão especial no sinédrio, para o julgamento de um TAL NAZARENO AGITADOR E BLASFEMO . Ao perceber que o tal prisioneiro era Jesus José de Arimatéia faz menção de defendê-lo, mas, temendo a reação dos seus companheiros desiste. De manhã, quando Jesus está para ser levado ao governador, José  vai até o palácio de Pilatos, que era seu amigo pessoal, PARA INSISTIR QUE JESUS ERA INOCENTE e pedir sua libertação.
Após o desaparecimento do corpo de Jesus, José é preso e abandonado por amigos e familiares e tem seus bens divididos entre sua família e o Sinédrio. Depois de 13 anos encarcerado, o novo governador da Judéia, Tibério Alexandre, sabendo de seu histórico e sua fama de grande comerciante, revisa seu processo e o liberta, se torna seu sócio e patrocina seu retorno aos negócios de exportação. José então faz nova fortuna, mas aplica seus ganhos de forma diferente: patrocinando as atividades dos novos cristãos e aproveitando as viagens para trabalhar como missionário. Morre em uma de suas viagens, devido a idade avançada, provavelmente de infarto.

JESUS OU BARRABÁS?

Barrabás não era um prisioneiro comum, um salteador, como fala a Bíblia. Barrabás era um preso político membro de um partido  político que fazia forte oposição aos Romanos, o  ''ZELOTE'', do qual, também era filiado outro conhecido; Judas Iscariote. Os zelotes, assim como as atuais comunistas  que odeiam os Americanos, odiavam os Romanos acusando-os de invasores e imperialistas e atacavam- nos usando táticas terroristas. BARRABÁS foi preso e condenado após participar de um ataque no qual um soldado Romano foi morto.Quando Jesus Cristo, acusado de insurreição e subversão foi depor perante o governador Romano na Palestina, PÔNCIO PILATOS, o qual ,depois de interrogá-lo não viu crimes nenhum para sua condenação. Mas o povão, reunido na praça central presente ao julgamento vociferava contra o prisioneiro exigindo sua crucifixão. Pilatos tentou uma saída para agradar a fúria do populacho, entregando  Jesus para a turba e mandou flagelá-lo acreditando que aquela multidão se comoveria. Mas, nada disso aconteceu. Pressionado, Pilatos tentou um último recurso, chamando BARRABÁS, e, de acordo com a tradição Judaica, concedeu ao povo enfurecido o direito de escolher um dos dois acusado que seria crucificado. O POVÃO MANIFESTOU-SE EM MAIORIA ABSOLUTA PELA CRUCIFIXÃO DE JESUS CRISTO e, consequentemente pela liberdade de BARRABÁS.

É MENTIRA que os EUA perderam a guerra do VIETNAM.

É falsa a versão da esquerda antiamericana em divulgar um ''vergonhosa'' derrota dos EUA naquela guerra. É MENTIRA!!!    A guerra do Vietnam acabou com um acordo entre as partes firmado em PARIS e que foi covardemente rompido pelo Vietnam do Norte.  Eis os fatos: O Acordo de Paz de Paris  foi assinado em 27 de janeiro de 1973 pelos governos da Vietnam do Norte , Vietnam do Sul e os Estados Unidos, além do Governo Revolucionário Provisório (PRG) que representou os revolucionários sul-vietnamitas .As negociações que levaram a ele começaram em 1968 e foi alvo de vários adiamentos e interrupções. Os principais negociadores em Paris foram o Conselheiro de Segurança Nacional dos Estados Unidos Henry Kissinger e o membro do Politburo norte-vietnamita Le Duc Tho. Os dois foram agraciados com o Prêmio Nobel da Paz daquele ano, por seus esforços em negociar um fim para a Guerra do Vietnam. O documento começava com a declaração do governo dos Estados Unidos, de que 'respeitaria a independência, soberania, unidade e integridade territorial do Vietnam, como reconhecidos pela Conferência de Genebra de 1954'.
Os principais itens militares e políticos do acordo foram:
Começando em 27 de fevereiro de 1973 haveria um cessar fogo completo e as forças sul e norte-vietnamitas deverão se manter em suas posições. 
Assim que o cessar do fogo quente entrasse em vigor, as tropas norte-americanas e estrangeiras no Vietnã começariam a se retirar, com esta retirada se completando em sessenta dias. Simultaneamente, os prisioneiros de guerra de ambos os lados começariam a ser libertados e os restos mortais de soldados mortos em poder do inimigo, teriam a assistência das duas partes para a repatriação.
Haveria negociações entre as duas forças políticas do Vietnam do Sul - o governo da República do Vietarmariamainhanam e o vietcong (Frente de Libertação Nacional), para que o povo do Vietnam do Sul pudesse escolher seu destino em eleições livres.
A reunificação do Vietnam seria levada adiante passo a passo por meios pacíficos

QUEM ENGANA SEMPRE ENCONTRA QUEM SE DEIXE ENGANAR.

Logo, um príncipe prudente não pode nem deve guardar sua
palavra, quando isso seja prejudicial aos seus interesses e quando desapareceram as causas que o levaram a empenhá-la. Se todos os homens fossem bons, este preceito seria mau; mas porque são maus e não observariam a sua fé a teu respeito, não há razão para que a cumpras para com eles. Jamais faltaram a um príncipe razões legítimas para justificar a sua quebra da palavra. Disto poder-se-ia dar inúmeros exemplos modernos, mostrar quantas pazes e quantas promessas foram tornadas írritas e vãs pela infidelidade dos príncipes; e aquele que, com mais perfeição, soube agir como a raposa, saiu-se melhor.
MAS É NECESSÁRIO SABER BEM DISFARÇAR ESTA QUALIDADE E SER GRANDE SIMULADOR E DISSIMULADO:                                                                                     Tão simples são os homens e de tal forma cedem às necessidades presentes, que aquele que engana sempre encontrará quem se deixe enganar.

domingo, 12 de julho de 2015

A Bomba atômica poderia ter salvo 3,5 milhões de vida.

Na Guerra da Coréia ,à certa altura ,sentindo que a carnificina ia aumentar muito,  o general Americano Douglas MaCarthur ,comandante Americano ,sugeriu ao presidente Truman  que se lançasse uma bomba atômica ,assim como foi feito no Japão em 1945. O presidente  se recusou a autorizar este procedimento e ainda demitiu o General classificando-o de louco, uma vez que uma BA naquelas condições mataria, no mínimo, cerca de 200 mil pessoas,  o que seria um genocídio.Isso foi em 1950. A guerra da Coreia foi até 1953 e dizimou 4 milhões de vidas e não terminou até hoje ,pois as duas Coréias estão oficialmente em guerra ,uma vez que os combates pararam por força de um armistício que poderá ser quebrado a qualquer momento. Aqui, pode se concluir com lógica acachapante que ,se os EUA tivessem usado a bomba atômica, com certeza, apesar dos 200 mil mortos imediatos, a guerra teria acabado ali e três milhões e meio de vida teriam sido salvas. 


Os otários capitalistas.

AMBULÂNCIA CUBANA QUE O BRASIL PRETENDIA IMPORTAR POR ALGUNS MILHÕES À UNIDADE.                                       Discutindo hoje com um amigo que é daqueles ferrenhos defensores do velho e desgastado socialismo lembrei-me desta perola da blogosfera .  A foto, apesar de um certo exagero mostra um fato que é corriqueiro na Ilha Caribenha ,mas que não está muio longe da realidade. No caso da foto ,ironiza-se os bilhões que  o governo brasileiro gastou com a importação de médicos Cubanos que, agora não há mais dúvidas foi mesmo uma maneira de ajudar os Castros a manter a Ilha da fantasia às custas dos otários capitalistas brasileiros.

Falta de vergonha generalizada.


Assim nos ensinaram numa certa época da qual jamais imaginaríamos sentir saudades ,pois era muito ruim e notávamos uma certa frouxidão moral da qual o pudor e a chamada vergonha na cara nos impediam de agirmos de uma determinada maneira. 
Chegamos, pois ,ao domínio de uma classe que era chamada de pura, inocente e incorruptível. E  o que vimos? Vimos a mais completa desorganização moral que poderíamos imaginar na nossa inocência de antanho.
Chagamos a um ponto tal que ,infelizmente, temos que concordar com a frase do pensador postada nesta página.

sábado, 11 de julho de 2015

Numas ejaculação são lançados 5 milhões de espermas

Tudo na vida é sorte. E muita.   Lembremos aqui do trajeto acidentado e obstacularizado dos espermatozoides na corrida até     o útero para germinarem uma vida. No momento em que são lançados eles empreendem uma corrida suicida ,pois são mais de 2 milhões que saem numa louca disparada até o óvulo. Só um chega lá. E todos são geneticamente iguais, o que nos leva a crer que só um fator fortuito— como a sorte— pode assegurar uma vitória entre lutadores tão iguais.
Aliás, estes minúsculos seres nos dão uma lição de sociologia e economia: a competição, que é a base do regime capitalista. 

quinta-feira, 9 de julho de 2015

Atenção, Racismo é diferente de injúria racial.

A injúria racial está tipificada no artigo 140, § 3º do Código Penal Brasileiro e consiste em ofender a honra de alguém com a utilização de elementos referentes à raça, cor, etnia, religião ou origem. 
Comete o crime do artigo 140, § 3º do CP, e não o delito do artigo 20 da Lei nº 7.716/89,que é outro crime. 
Racismo é muito mais grave e está cominado na Lei 7.716/89, e implica em conduta discriminatória dirigida a um determinado grupo ou coletividade.O crime de racismo é imprescritível e inafiançável, que se procede mediante ação penal pública incondicionada, cabendo também ao Ministério Público a legitimidade para processar o ofensor.
O crime de injúria:
Art. 140 - Injuriar alguém, ofendendo-lhe a dignidade ou o decoro:
Pena - detenção, de um a seis meses, ou multa.
§ 1º - O juiz pode deixar de aplicar a pena:
I - quando o ofendido, de forma reprovável, provocou diretamente a injúria;
II - no caso de retorsão imediata, que consista em outra injúria.
§ 2º - Se a injúria consiste em violência ou vias de fato, que, por sua natureza ou pelo meio empregado, se considerem aviltantes:
Pena - detenção, de três meses a um ano, e multa, além da pena correspondente à violência.
§ 3o Se a injúria consiste na utilização de elementos referentes a raça, cor, etnia, religião, origem ou a condição de pessoa idosa ou portadora de deficiência: (Redação dada pela Lei nº 10.741, de 2003)
Pena - reclusão de um a três anos e multa. (

quarta-feira, 8 de julho de 2015

Os socialistas Cristãos enfretaram a corrupção.

Assim como imaginam e pregam os comunistas, os Cristãos também viviam o ideal da igualdade plena.  Infelizmente, nem lá deu certo, pois a corrupção era maior que  a fé da comunidade. Está em ATO DOS APÓSTOLOS 4: 32 ... ''Ninguém tinha nada de sua propriedade e compartilhavam tudo o que tinham.

34 Não havia pessoas necessitadas entre eles, pois os que possuíam terras ou casas as vendiam, traziam o dinheiro da venda.                                                             35 e o colocavam aos pés dos apóstolos, que o distribuíam segundo a necessidade de cada um. Mas, eis que havia por lá os corruptos. O nome dos primeiros corruptos da sociedade comunista dos Cristãos segundo Atos dos Apóstolos foram ,segundo o Cap. 5 : ''1 Um homem chamado Ananias, com Safira, sua mulher, também vendeu uma propriedade.2 Ele reteve parte do dinheiro para si, sabendo disso também sua mulher; e o restante levou e colocou aos pés dos apóstolos.''   Mas ,lá havia pena de morte e Ananias e Safira foram detonados.
Ou seja. Nos idos dos anos 60 do Século Iº o modelo do socialismo era o mesmo do atual.
Ananias e Safira tentaram dar o golpe em São Pedro. 

O milagre Americano no combate à criminalidade juvenil.

No final da década de 80 do Século passado, os EUA viviam uma situação muito pior que a do Brasil vive atualmente na criminalidade juvenil. À época, 1990, o  presidente Clinton disse : "Sabemos que , se não revertemos a escalada do crime juvenil nosso país irá mergulhar no caos'', Em 1993, milagrosamente, a criminalidade juvenil começou a cair, chegando, a cair em 60% já em 1995.
Os americanos  não mataram não educaram e nem prenderam os adolescentes infratores, nada disso! Simplesmente, segundo estudos , impediram, que a partir de 1973, que eles nascessem, isso  com a nova lei  ,ampliando e incentivando o aborto para casais sem condições de ter filhos. Calcula-se ,por baixo, que, de 1973 até 1990, cerca de 2.7 milhões de menores potencialmente criminosos deixaram de nascer. O autor do estudo, que não foi contestado cientificamente é Steven D. Levitt  que leciona economia na Universidade de Chicago e recebeu recentemente a Medalha John Bates Clark, concedida a cada dois anos ao melhor economista americano de menos de quarenta anos.
FREAKONOMICS 
O LADO OCULTO E INESPERADO DE 
TUDO QUE NOS AFETA.

segunda-feira, 6 de julho de 2015

A LEI ATUAL INSTIGA À CRIMINALIDADE JUVENIL

A delinquência juvenil  ,na maioria das vezes com violência extrema ,é uma crescente ameaça à segurança da sociedade ,desamparada pela impunidade que o Estatuto da Criança e do Adolescente,  o ECA.  oferece aos criminosos .que embora jovens têm plena consciência de suas ações.
Ademais, há um clamor no país ,expresso em estatísticas que mostram folgada maioria de brasileiros favoráveis à sintonização do ECA com o perfil da criminalidade juvenil via redução da idade penal.
Contra a redução há argumentos frouxos e insustentáveis como ,por exemplo, de que é irrisório o número de jovens envolvidos em crimes violentos, um raciocínio enviesado na absurda linha do —mata-se pouco ,então, os poucos não precisam ser punidos—.
Ora ,a punição não se aplica pela incidência, mas pela gravidade do crime.

domingo, 5 de julho de 2015

Os EUA tinham medo que LULA fosse doido.

Depois de eleito, Lula foi visitar o presidente Busch para explicar que o seu governo não seria nada daquilo da campanha ,uma vez que pairavam suspeitas de que ele poderia dar uma de Fidel. Três dias antes do embarque o então Secretário do Tesouro Americano,Paul O'Neill  foi questionado se acreditava mesmo que Lula ia fazer um governo respeitando os pilares da economia do PSDB. Ele disse na bucha: ''Nós estamos esperando que Lula de uma prova que não é louco''

sexta-feira, 3 de julho de 2015

A MENTIRA REPETIDA.

É uma grossa e deslavada mentira dos ativistas e do governo PT afirmar que os crimes praticados por menores de 18 anos no Brasil representam apenas 1% do total.  No Brasil não tem esta estatística, é chute puro. Mais de 90% dos crimes não são esclarecidos no Brasil. Não sabemos a identidade e muito menos a idade dos assassinos do país. Resta fazer uma estimativa com base em estatísticas internacionais. Nos Estados Unidos, menores praticaram 7% dos homicídios de 2012. No Canadá, 11%. Na Inglaterra, 18% dos crimes violentos vieram de pessoas entre 10 e 17 anos.

Os evangélicos e a meretriz.



Numa pequena cidade do Ceará, a proprietária de um cabaré resolveu construir um anexo para ampliar o seu negócio. Mas, havia por perto  uma Igreja evangélica cujo pastor e seu rebanho decidiram processar  a ''empreendedora'' alegando que a obra aumentaria ainda mais o movimento já intolerável do Cabaré. A obra, no entanto, foi concluída.  Uma semana depois, no entanto, um raio  destruiu a construção. A proprietária ,indignada com a campanha dos religiosos, processou a Igreja e o pastor pela ''intervenção Divina'' que destruiu a obra. A Igreja, em sua defesa alegou que não havia nenhuma prova substancial de uma intervenção divina no evento, a partir das orações dos fiéis.
O juiz que julgou a causa, disse na sentença: 'Pelo que li nos autos e entendi, temos, de um lado, a proprietária de um cabaré que acredita piamente nas orações e na intervenção divina e, do outro lado, uma Igreja inteira afirmando que as orações não valem nada.'

LULA E OS PROGRAMAS SOCIAIS E A LADROAGEM.

''Pelo alto grau de empobrecimento da população brasileira ela é conduzida a pensar pelo estômago, e não com a cabeça.É por isso qu...