terça-feira, 6 de dezembro de 2016

Entre 2004 e 2013, 9 milhões de mulheres abortaram no Brasil.

Ao criminalizar  o aborto  o Estado brasileiro, em uma absurda soma de ignorância e autoritarismo, gasta mais de 140 milhões de reais por ano em internações no SUS por conta de complicações médicas decorrentes de abortos clandestinos. Apenas entre 2004 e 2013, cerca de nove milhões de mulheres interromperam a gestação no Brasil, conforme dados da Organização Pan-Americana de Saúde. Há de se reconhecer que é plenamente possível conciliar o reconhecido direito da mulher de não ter filhos com o imperioso direito à preservação da vida do nascituro, o que jamais será alcançado com a simples criminalização da prática do aborto (a despeito de mais de 70 anos de vigência do artigo 124 do Código Penal).O STF entendeu, recentemente, que a prática do aborto, até o terceiro mês de gestação, não é crime, a exemplo de praticamente todas as legislações dos países democráticos desenvolvidos — como os EUA, a Alemanha, o Reino Unido, o Canadá, a França, a Itália, a Espanha, a Holanda, a Austrália e Portugal —, na exata medida que viola os direitos fundamentais da mulher.
Ricardo Noblat.
O Globo.6 de dezembro
Concordo plenamente ,muito embora seja um antenatalista extremado e ,na minha opinião, não vejo razão para pobres, enquanto nesta situação, tenham filhos. Filhos de pobres serão, a maioria absoluta, eternamente pobres. Não há razão alguma  ,nem moral e nem religiosa, para que um casal de pobres tenha filhos sem condições de criá-los.
''Não tive filhos, não transmiti às gerações futuras o legado da miséria''

domingo, 4 de dezembro de 2016

NOS TEMPOS DO GENERAIS

De um sábio que viveu a recessão da crise econômica da ditadura e padece a atual.
''No tempo dos generais a gente ainda podia cantar: `Amanhã Vai Ser Outro Dia´. Hoje, nem isso". 
Eu vivi à época reportada pelo Élio Gaspari e se ele se refere aos anos de 1967,68,69,70,71,72,73,74 e 1975, estou certo de que, em economia, vivíamos em mundos diferentes. Entre 1969 a 1974 não houve recessão alguma, pelo contrário, o Brasil viveu o seu maior crescimento jamais registrado na história e, infelizmente, não creio que se repetirá nas próximas gerações. Em 1972, 73 e 74, o crescimento médio foi de 12% com uma inflação de 14%. Em 1972, pela primeira vez na história, São Paulo registrou falta de mão de obra não especializada e, à época, um peão especializado ganhava o suficiente para comprar um carro do ano top de linha. O que deveria ser uma lição, se relatado para as gerações futuras com  distorções, abre caminho para a repetição de erros graves e que custam vidas. O amanhã será sempre outro dia, mas se será melhor é uma imponderabilidade.                                                 Meu relato e testemunho se dá naquilo que vi  e vivi, portanto, como não atuei como ''REVOLUCIONÁRIO'' e não era ligado nenhum das centenas de grupos guerrilheiros que imaginavam implantar por aqui um regime Cubano ou, quiçá, mais radical ainda, um KHENMER VERMELHO, ignoro solenemente análises e opiniões as quais padecem de isenção.

quarta-feira, 30 de novembro de 2016

SUPREMO, NA PRÁTICA, AUTORIZA O ABORTO.

A maioria da primeira turma do STF firmou  o entendimento de que independentemente do motivo que leve a mulher a interromper a gravidez, praticar aborto nos três primeiros meses de gestação não é crime. Votaram assim os ministros Luís Roberto Barroso, Rosa Weber e Edson Fachin.A decisão valeu apenas para o caso de funcionários e médicos de uma clínica clandestina em Duque de Caxias (RJ) que tiveram a prisão preventiva decretada. Mesmo assim, poderá servir como base para decisões de juízes de outras instâncias pelo País.
“Em temas moralmente decisivos, o papel adequado do Estado não é tomar partido e impor uma visão, mas permitir que as mulheres façam a sua escolha. O Estado precisa estar do lado de quem deseja ter o filho. O Estado precisa estar do lado de quem não deseja”, defendeu em seu voto o ministro Barroso.
Que disse mais: “É dominante no mundo democrático e desenvolvido a percepção de que a criminalização da interrupção voluntária da gestação atinge gravemente diversos direitos fundamentais da mulher, com reflexos visíveis sobre a dignidade humana”.
Ricardo Noblat.
30-11-2016.





sábado, 26 de novembro de 2016

A MENTIRA DA MORTALIDADE INFANTIL EM CUBA.

A ditadura cubana se orgulha de ter uma baixa taxa de mortalidade infantil que, oficialmente   é de 4 óbitos para cada 1000 nascimentos. No Brasil, são, em média, 15 óbitos em 1000 nascidos vivos. A explicação está nas cirurgias de aborto, que  é uma política de Estado. O procedimento abortivo  tornou-se essencial para a estratégia da ditadura de propagandear sua medicina. Funciona assim: Os médicos são orientados(obrigados) a realizarem abortos assim que surge qualquer anomalia na gravidez ou risco de malformação do feto.  Geralmente, é feita uma curetagem. Em outros casos, usa-se um aspirador sem anestesia ou se receita Rivanol. Nas fichas médicas, o aborto ganha outro nome: “regulação do ciclo menstrual“. Este procedimento é muito comum em algumas tribos indígenas no Brasil e era o método adotado pelos Nazista nos campos de concentração pelo Dr.Mengele.

sexta-feira, 4 de novembro de 2016

Uma mensagem de Jesus Cristo.


Não cuideis que vim trazer a paz à terra; vim trazer a espada, porque eu vim em dissenção ao homem, contra seu pai e a sua filha e sua mãe e a nora contra sua sogra.
Mateus; 10.33.

quinta-feira, 27 de outubro de 2016

OS AMERICANOS NÃO PERDERAM A GUERRA DO VIETNÃ.

OS AMERICANOS NÃO PERDERAM A GUERRA DO VIETNÃ. Se retiraram após um acordo de paz, que os Vietcongs desrespeitaram e o presidente Nixon, PRESSIONADO acatou a traição sem nenhuma reação. O Acordo de Paris para o Fim da Guerra e Restauração da Paz no Vietnam foi assinado em 27 de janeiro de 1973 pelos governos da República Democrática do Vietnam (Vietnam do Norte), a República do Vietnam (Vietnam do Sul) e os Estados Unidos, além do Governo Revolucionário Provisório (PRG) que representou os revolucionários sul-vietnamitas. O acordo estabelecia a paz no Vietnam e acabava com a guerra e pôs fim à intervenção direta dos EUA  e estabeleceu uma trégua temporária nos combates entre o Norte e o Sul. Os principais negociadores em Paris foram o Conselheiro de Segurança Nacional dos Estados Unidos Henry Kissinger e o norte-vietnamita Le Duc Tho. Os dois homens foram agraciados com o Prêmio Nobel da Paz daquele ano, por seus esforços em negociar um fim para a Guerra do Vietnã, apesar de Tho se recusar a recebê-lo, alegando que a paz completa não havia sido conseguida. O documento começava com a declaração do governo dos Estados Unidos, de que ele 'respeitaria a independência, soberania, unidade e integridade territorial do Vietnã, como reconhecidos pela Conferência de Genebra de 1954.Os principais itens militares e políticos do acordo foram:Começando em 27 de fevereiro de 1973 haveria um cessar fogo completo e as forças sul e norte-vietnamitas se manteriam em suas posições.Assim que o cessar fogo  entrasse em vigor, as tropas norte-americanas e estrangeiras no Vietnã começariam a se retirar, com esta retirada se completando em sessenta dias. Simultaneamente, os prisioneiros de guerra de ambos os lados começariam a ser libertados e os restos mortais de soldados mortos em poder do inimigo, teriam a assistência das duas partes para a repatriação.Haveria negociações entre as duas forças políticas do Vietnam do Sul - o governo da República do Vietnã e o vietcong (Frente de Libertação Nacional), para que o povo do Vietnam do Sul pudesse escolher seu destino em eleições livres.A reunificação do Vietnam seria levada adiante passo a passo por meios pacíficos.OS COMUNISTAS TRAÍRAM O ACORDO ,pois  jamais aceitariam  um acordo prevendo eleições  e mataram mais de 200 mil Sul Vietnamitas depois do acordo.

sexta-feira, 14 de outubro de 2016

QUEM MANDA NO BRASIL SÃO OS SERVIDORES ESTABILIZADOS.

O Brasil tem uma classe que se aproveita de todo o setor privado. É o estamento estatal, que tomou conta do governo. O CORPORATIVISMO É O DONO DO GOVERNO. Esse corporativismo está se defendendo de maneira brutal porque não foi exposto. É preciso que o governo vá à televisão para dizer ''OLHA ,PRESTE ATENÇÃO, VOCÊ TEM UMA APOSENTADORIA DE 500 REAIS, MAS ESSE SUJEITO AQUI ESTÁ RECEBENDO 50 MIL POR MÊS''. É preciso dizer: "Vocês estão vendo quem manda no Brasil. É o estamento estatal, que está exigindo aumentos todo dia. O Brasil está em recessão, tem gente desempregada, todos tiveram redução da sua renda. Eles se recusam a participar, porque são proprietários do poder". O Brasil é vítima de um corporativismo estatal que se apropriou de Brasília. Quando você vai votar qualquer coisa no Congresso é fácil encher as galerias, porque eles estão recebendo como se estivessem trabalhando. é É PRECISO QUE O GOVERNO VÁ À TELEVISÃO E DIGA QUE O BRASIL É UM PAÍS INJUSTO, SIM,NÃO APENAS POR CAUSA DAS CONDIÇÕES OBJETIVAS, MAS PORQUE FOI APROPRIADO PELO CORPORATIVISMO ESTATAL.
Delfim Netto.
O que o ex-ministro Delfim ainda não enfrentou foi a defesa dos mandões, eles são, acima de tudo, CÍNICOS e chamam de ''frustrados'' e ''invejosos'' os infelizes que pagam as contas desta zona cheia de rufiões e proxenetas.

terça-feira, 11 de outubro de 2016

A emenda que não emendou nada.

Mas, muitos anos depois nossos parlamentares, resultado de muitos estudos e debates, finalmente, regulamentaram o Art.6º.
Eis o texto: EMENDA CONSTITUCIONAL Nº 90, DE 15 DE SETEMBRO DE 2015
Dá nova redação ao art. 6º da Constituição Federal, para introduzir o transporte como direito social.
As Mesas da Câmara dos Deputados e do Senado Federal, nos termos do art. 60 da Constituição Federal, promulgam a seguinte Emenda ao texto constitucional:
Artigo único. O art. 6º da Constituição Federal de 1988 passa a vigorar com a seguinte redação:
"Art. 6º São direitos sociais a educação, a saúde, a alimentação, o trabalho, a moradia, o transporte, o lazer, a segurança, a previdência social, a proteção à maternidade e à infância, a assistência aos desamparados, na forma desta Constituição.
Brasília, em 15 de setembro de 2015.
Viram só?
A nova redação é uma cópia fiel do texto que a emenda pretendia mudar

domingo, 2 de outubro de 2016

TOCANTINS GASTA 92% DOS RECURSOS DA SAÚDE COM SALÁRIOS.DE PESSOAL.

ALÔ TEMER. ALÔ MEIRELLES, ALÔ, ALÔ. Os servidores da saúde do Tocantins ficam com 92% da verna da saúde. Isso pode???Ser médico em Tocatins é o melhor negócio do mundo. De um total de 1200 médicos, 110 ganham mais de 40 muil por mês, 64 ganham mais de 50 mil e um felizardo leva mais de 70 mil reais. E estão em greve! O SUS manda 80 milhões por mês para o Tocantins ,mas. 92% desta verba, 73.6 milhões é destinado ao pagamento de pessoal, sobrando 4.4 milhões para a população.
Dos 80 milhões de reais enviados pelo SUS, 472 Marajás ficam com 23% (22,4 milhões de reais.)
Assim nem Jesus na causa.

VOCÊ NÃO SABIA NADA DISSO, NÃO É? Pois saiba então.

O Rio Grande do Sul jamais reelegeu um governador depois de 1964, e está falido, não consegue pagar o funcionalismo e quer quer mais dinheiro da União para cobrir seus gastos, que SE TRANSFORMARAM NUMA ORGIA. – Mas sustenta cada um dos ex-governadores com vencimentos reservados à elite do funcionalismo. Graças a uma lei que tem sido questionada na Justiça, todo mês o combalido Tesouro estadual deposita nas contas de ex-mandatários e viúvas R$ 30.471,11 para cada um ex-governador ou suas viúvas.  Mas há um caso que é ESCANDALOSO que envolve Marília Guilhermina Pinheiro, que foi companheira de Leonel Brizola por 11 anos. Além de receber pensão no RS, ela obtém benefício do Estado do Rio de Janeiro, também governado por Brizola. A remuneração total passa de R$ 52 mil mensais.

domingo, 24 de julho de 2016

A NICOTINA COMBATE O MAL DE ALZHEIMER E PARKINSON.



Execrado pelos naturalistas e politicamente corretos, acusado de assassinato – dados do governo britânico mostram que ele ajudou a matar mais de 68 000 ingleses só em 1991 –, nunca se poderia esperar que surgiria alguma palavra de misericórdia para redimir o cigarro. Mas foi o que aconteceu: diversos pesquisadores afirmam que os fumantes apresentam menos casos de Mal de Parkinson e Mal de Alzheimer, duas doenças degenerativos do cérebro. É possível que a nicotina ofereça alguma proteção contra toxinas do ambiente, que se acredita desencadear o Mal de Parkinson. Existem estudos mostrando que os fumantes têm chances 50% menores de desenvolver essa moléstia. Já o americano Peter Whitehouse, diretor do Centro de Alzheimer, em Ohio, acha que, nesse caso, “as evidências sugerem que há algo na nicotina que previne a morte das células do cérebro”. A explicação poderia estar nos receptores de um neurotransmissor chamado acetilcolina, que podem ser estimulados pela nicotina e que se esgotam em pacientes dessa doença. Estudos, ainda da década de 80  indicaram que QUEM FUMA TEM RISCO 70% MENOR DE ADQUIRIR O MAL DE ALZHEIMER. O problema é que o maldito ''politicamente correto'' não permite que as pesquisas avancem, afinal, ninguém quer ser flagrado promovendo o cigarro, tanto que gigantes da indústria farmacêutica como as empresas Marion Merrell Dow e Ciba-Geigy disseram não ter nenhum interesse em pesquisar a nicotina.

domingo, 29 de maio de 2016

Crimes sexuais; uma reflexão.

A atividade sexual não constitui em nossa época matéria que seja subtraída, como no passado,dos adolescentes de 18 anos completos.A vida, no nosso tempo,pelos seus costumes e pelo seu estilo, permite aos indivíduos surpreender, ainda bem não atingida a maturidade,o que antes era o grande e insondável mistério , cujo conhecimento era reservado somente aos adultos.Hoje em dia,dado os nossos costumes e forma de vida , não são raros os casos de que as mulher não é a única vítima dos crimes sexuais. Nos crimes sexuais já foi dito que, nunca o homem é tão algoz que não possa ser, também, um pouco vítima, e a mulher nem sempre é a maior é a única vítima dos seus pretendidos infortúnios sexuais.

Índios matam crianças que nascem com problemas de saúde

Você acha certo matar crianças recém-nascidos por causa de alguma deficiência física? Pois saiba que isso acontece no Brasil e não é crime....