quarta-feira, 30 de dezembro de 2015

PISCINAS MATAM MAIS QUE ARMAS DE FOGO.

Cuidado, muito cuidado com as piscinas e as crianças até 12 anos, pois estas são responsáveis diretas pela segunda causa de acidentes fatais nesta faixa de idade. As tão temidas ARMAS DE FOGO aparecem em 8º lugar como as mais perigosas nestes casos. Não dê ouvidos aos demagogos. Informe-se ,pois nem tudo que o povão fala e acha que é ,não é, quando não é ao contrário. Os acidentes domésticos envolvendo arma de fogo equivalem aos mesmos com facas ,garfos e copos de vidro. No caso de bebês, um dos mais temíveis acidentes é a ingestão de objetos, os quais, na maioria das vezes exigem cirurgias. Lembrem-se, uma arma de fogo sem munição é o mesmo que um brinquedo inocente.

domingo, 20 de dezembro de 2015

JESUS AGREDIU OS COMERCIANTES

                     
Jesus Cristo, como é sabido por todos, suportou a tudo e a todos ,sempre mantendo a serenidade. Mas, há uma atividade da qual Jesus não tolerou; os comerciantes! Sim, eles mesmo. Está na Bíblia, em João; 2: Jesus chegando em Jerusalém achou o templo os que vendiam bois e ovelhas e ainda espalhou o dinheiro dos cambistas e derrubou as mesas destes. Tirai daqui estes, disse Jesus, e não façais da casa de meu pai casa de vendas.
É bom que se lembre deste fato nos dias de hoje e principalmente nos festejos natalinos que, em tudo, contraria Jesus.

terça-feira, 15 de dezembro de 2015

O MESTRE E A FARSA COMUNISTA.

O ator Mário Lago, comunista até a morte, ensinava aos novatos: Primeiro procure ser preso e “quando sair da cadeia, diga que foi torturado. Sempre.” A pior coisa que podia nos acontecer naqueles “anos de chumbo” era não ser preso. Ser preso dava currículo, demonstrava que éramos da pesada, revolucionários perigosos, ameaça ao regime, comunistas de verdade! Sair dizendo que tínhamos apanhado, então! Mártires, heróis, cabras bons.
Era tudo mentira, mas para um revolucionário comunista, a verdade é um conceito burguês, Lênin ensinou tudo na cartilha..

quinta-feira, 3 de dezembro de 2015

O ABORTO DERRUBOU A CRIMINALIDADE NOS EUA

O aborto pode reduzir o crime?
É a tese defendida por economistas como o americano Steven Levitt e o brasileiro Gabriel Hartung: com o aborto legalizado, nasceriam menos criminosos.                             Nos anos 70 e 80 , os crimes violentos haviam crescido até 80% nos Estados Unidos. As previsões para o futuro eram catastróficas. No começo dos anos 1990, para surpresa de todos, os índices começaram a cair. Em alguns deles, a queda foi de mais de 40%. No primeiro momento, os especialistas ficaram desconcertados. Depois começaram a tentar apontar as razões mais óbvias para o recuo da criminalidade: endurecimento da polícia, tolerância zero com pequenos delitos, leis mais rígidas e melhora na economia. O economista Steven Levitt testou a maioria dessas hipóteses. Os resultados decepcionaram - eles apontavam influências apenas residuais desses fatores nos índices de violência. Quando relacionou os números do crime com a legalização do aborto, em 1973, Levitt levou um susto. Havia uma forte ligação entre os dois fenomenos. O aborto seria, segundo Levitt, responsável por 25% da queda na criminalidade. De acordo com ele, a legalização da prática teria servido, indiretamente, para evitar o nascimento de crianças pobres, fadadas a viver uma infância de abandono e candidatas a entrar para o mundo do crime. Como era previsível, Levitt foi atacado por sustentar essa tese. Muitos a consideraram absurda, não apenas de tom "politicamente incorreto", mas de teor quase fascista. Outros o criticaram com base nos argumentos morais contrários ao aborto. Alguns poucos questionaram a metodologia usada. Até agora, porém, a tese de Levitt não foi derrubada.

CEGUEIRA DELIBERADA/LULA E DILMA?

Lula inaugurou  o ''eu não sabia'' no mensalão.Os dois maiores esquema de corrupção  do país prosperaram nos seus dois gove...